APOSTADOR
TURFISTA
LINKS

  BUSCA DE NOTÍCIAS
Palavra-chave


03/04/2013
Homenagem ao Haras Calunga


A farda do Haras Calunga
 

 
  Silvio Crespi, proprietário do Haras Calunga
No último Domingo, dia 07 de Abril, o Jockey Club de São Paulo prestou uma justa homenagem ao Haras Calunga, batizando todos os páreos da reunião com os nomes de animais históricos da farda branca com costuras e boné verde.

A homenagem ao Haras Calunga, de propriedade Silvio Crespi, dá prosseguimento ao esforço do Jockey Club de São Paulo, que tem por objetivo final elevar o nome dos Haras que ajudaram a construir a rica história do Hipódromo Paulistano.

Para homenagear o Haras Calunga foram selecionados alguns dos animais mais emblemáticos de sua criação. Uma lista de grandes campões. 

Creta e a grandiosa La Greve 

Na década de 1980 duas fêmeas merecem destaque, pois marcaram época representando a criação do Haras Calunga. A primeira foi Creta uma castanha, filha de Millenium e Elocuencia, que venceu 4 de 8 apresentações em Cidade Jardim, entre elas o Grande Prêmio Associação Brasileira de Cavalos de Corrida (gr. I) de 1983.

A grande expoente da década foi, sem dúvida, a belíssima castanha La Greve, filha de  Henri Le Balafre e Larme, que venceu nada menos do que 8 provas no Hipódromo Paulistano. Destaque para o Grande Prêmio Criação Nacional – Taça de Prata (gr. I), o Grande Prêmio Diana (gr. I) e o Grande Prêmio João Cecilio Ferraz (gr. III), todos vencidos em 1989, além do Grande Prêmio Presidente da Com. Coord. Cria. Cavalo Nacional (gr. III) vencida no início de 1990.

La Greve

O início dos anos 1990

O início dos anos 1990 ficou marcado na história do Haras Calunga em razão do surgimento de diversos animais que fizeram bonito nas pistas de Cidade Jardim.

A castanha Atoka, filha de Midnight Tiger e Até Demais, venceu 5 corridas no Hipódromo Paulistano, dentre as quais merecem destaque todo especial o Grande Prêmio Barão de Piracicaba (gr. I) e o Grande Prêmio José Guathemozin Nogueira (gr. I), ambos vencidos no segundo semestre de 1990.

Atoka venceria, ainda, o Grande Prêmio Presidente Fábio da Silva Prado (gr. II) em 1992.

Atoka

Arrais foi um poderoso alazão, filho de Patch e Arauta, que brilhou vencendo 6 provas em São Paulo. Destaque especial para o Grande Prêmio Jockey Club de São Paulo (gr. I) e o Clássico Presidente Herculano de Freitas, vencidos em 1991.

Double Circle, foi uma castanha, filha de Polar Circle e Double Quick, que venceu 4 corridas em Cidade Jardim, sendo uma delas o Grande Prêmio José Guathemozin Nogueira (gr. I), vencido em 1993.

 

O espetacular Pour Henri

O alazão Pour Henri, filho de Henri Le Balafre e Polar Call, pertence ao seleto grupo de animais inesquecíveis do Turfe Brasileiro. Ele conseguiu inquestionáveis 11 vitórias em Cidade Jardim, entre as quais o Grande Prêmio Derby Paulista (gr. I) e os Clássicos Pres. José de Souza Queiroz (gr. II), Pres. Antonio Corrêa Barbosa (gr. II) e Pres. Augusto de Souza Queiroz (gr. II), todos em 1991.

Além do Grande Prêmio Oswaldo Aranha (gr. I) e do Grande Prêmio Piratininga (gr. II), ambos em 1992.

 

Pour Henri

A saga de conquistas continua nos anos 2000

Na década de 2000 o Haras Calunga continuou contando com grandes representantes de sua criação no prado paulistano. Destaque para um trio de animais que conquistou resultados bastante importantes.

O castanho Lamor, filho de Romarin e Xalinda, venceu 3 provas no Hipódromo de Cidade Jardim, sendo a mais importante delas o Grande Prêmio J. Adhemar de Almeida Prado – Taça de Prata – (gr.I) de 2005.

A também castanha Xábega, filha de Midnight Tiger e Xalinda, obteve 5 vitórias em Cidade Jardim, entre elas o Grande Prêmio Associação Brasileira de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida (gr. I) em 2006 e o Grande Prêmio Julio Mesquita (gr. III) em 2007.

Xábega no Grande Prêmio Associação Brasileira de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corrida (gr. I)

Já o alazão Tenarin, filho de Romarin e Tenacité, obteve 2 vitórias em São Paulo, sendo que uma delas foi emblemática: o Grande Prêmio Derby Paulista (gr. 1).

Tenarin vencendo o Grande Prêmio Derby Paulista (gr. 1) em 2009
 
Share to Facebook
+ veja também
 [16/09/2014]
Definida a data para a 2ª etapa das tríplices coroas

O Grande Prêmio Jockey Club de São Paulo (gr.I), 2ª etapa da tríplice coroa de potros e o Grande Prêmio Henrique de Toledo Lara (gr.I), 2ª etapa da tríplice coroa de potrancas, serão disputados ...
leia mais »

 [13/09/2014 18:27:50]
Comical vence com sobras o Clássico em Cidade Jardim

De forma surpreendente e com extrema facilidade, Comical levantou o Clássico Presidente Mário Ribeiro Nunes Galvão (L), prova central da sabatina em Cidade Jardim. Com Ruan Maia exibindo ...
leia mais »

 [09/09/2014 14:17:26]
Morre no interior de São Paulo o ex-jóquei Geraldo Assis

Faleceu na manhã de hoje, no munícipio de Tarabai, interior de São Paulo, o ex-jóquei Geraldo Assis. O brilhante freio, que no mês passado havia completado 58 anos e nos últimos dias ...
leia mais »

 [07/09/2014 17:51:06]
Bela Bisca vence o Clássico Presidente Silvio Álvares Penteado

Bela Bisca, 5 anos, filha de Val Royal e Maneirisssima (Fast God), de criação do Haras Basano e propriedade do Stud Angel, sagrou-se vencedora do Clássico Presidente Silvio Álvares Penteado ...
leia mais »

 [06/09/2014]
GP Ipiranga: deu Outplay em vibrante atropelada

O G.P. Ipiranga (gr.I), 1ª etapa da tríplice coroa de potros, disputado esta tarde em Cidade Jardim, apresentou a surpreendente vitória de Outplay, em sua 1ª incursão à esfera clássica. A atropelada ...
leia mais »



SITE DE PROPRIEDADE DO JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO