WebTurfe


  [11/06/2017 19:58:30]
JCB: Eternamente Voador Magee, campeão do GP Brasil (G1)

Voador Magee
 
Coroando o fabuloso final de semana do Stud Eternamente Rio - ganhador dos GPs Roberto e Nelson Grimaldi Seabra (Ekans) e Jockey Club Brasileiro (Jadir) - Voador Magee colocou seu nome na eternidade com a sensacional vitória no 85º Grande Prêmio Brasil (G1). A carreira máxima do turfe nacional foi o ponto alto da fabulosa jornada deste domingo, 11 de junho, no Hipódromo da Gávea, e disputada em 2.400 metros, pista de grama macia. Agora, Voador Magee e Bal A Bali são os únicos animais de 3 anos a vencerem o GP Brasil. Vale lembrar também que, além da inesquecível conquista, Voador Magee ganhou o direito de correr a Longines Breeders' Cup Turf (G1), com US$ 4 milhões de bolsa, no mês de novembro, em Del Mar, Califórnia.

Luiz Esteves levantou seu primeiro Grande Prêmio Brasil e vive um momento mágico em sua carreira. Na quarta colocação entre os treinadores do turfe carioca, até o momento com 78 êxitos, Esteves venceu três dos principais páreos da semana - Voador Magee, Ekans e Jadir (todos do Stud Eternamente Rio) e consolidou, ainda mais, sua posição entre os maiores treinadores do turfe nacional.

No seu segundo GP Brasil, o primeiro, em 2012, com Didimo - criado pelo Stud Eternamente Rio -, Ângelo Márcio Souza ratificou sua condição de jóquei dos grandes momentos e das importantes provas. Piloto frio, com um cálculo de corrida impressionante, o popular "Ceará" brinda o público com sua classe e categoria e deixa seu nome marcado entre os melhores e maiores pilotos do Esporte dos Reis no país.

Na carreira, Olympic Google e Huber saíram num ritmo de fazer inveja às maiores e melhores pencas do interior gaúcho. Com cinco, seis corpos sobre o lote, os dois passaram pelo disco e entraram na reta oposta brigando pela primeira posição. Na seta dos 1.400 metros, Huber assumiu a ponta deixando Olympic Google em segundo. Daffy Girl, Bagé In Concert, Emperor Roderic, King David, Céu de Brigadeiro, Voador Magee, No Regrets, Frisson, Pau-Rei de Birigui, Deep End, Discreto Belo, Kilimanjaro, Departure Time, Olympic Gameboy e Enólogo eram os próximos. Com a vantagem para os rivais diminuindo, Huber ainda era o ponteiro e Daffy Girl já aproximava-se. Voador Magee era o sétimo, aberto e preparando o "bote".

Nos 600 metros mais esperados do ano hípico de 2016/2017, Daffy Girl logo apresentou armas e dominou a situação. King David, Bagé In Concert e Emperor Roderic deram fila de vir brigar. Porém, quem apareceu com a disposição dos grandes campeões e ação impressionante foi Voador Magee. Embalado, o potro de Luiz Felipe Brandão dos Santos dominou a fenomenal Daffy Girl (4 G1 e segunda colocada nas duas maiores provas do país) e venceu com firmeza a mais importante carreira do país. Daffy Girl formou a dupla com Emperor Roderic em terceiro. Departure Time terminou em quarto com Kilimanjaro, cavalo do atacante Guerreiro, em grande performance e contando com boa direção de Carlos Trujillo (PER), fechou o placar remunerado.

Apresentado em forma soberba por Luiz Esteves, Voador Magee é um 3 anos, filho de Roderic O'Connor e Hommage A Rô, por Trempolino, criado pelo Haras Old Friends Ltda e de propriedade para o Stud Eternamente Rio. No seu quarto triunfo, o segundo nobre - Clássico Ernani de Freitas (L.) - e o primeiro de G1, Voador Magee completou a milha e meia em 2min26s10.

Fonte: JCB


 
VEJA TAMBÉM

[18/02/2018 15:26:32]
Brilhante vitória de First Amour na Prova Especial Eu Também
[17/02/2018 17:22:37]
Deu Aninha, fácil, na Prova Especial Magic Moon!
[17/02/2018 15:29:02]
Ruud Gullit faz brilhar novamente a farda do Haras do Morro
[17/02/2018 15:28:00]
Novinha a Mil levanta o G.P. Presidente Vicente Renato Paolilo
[10/02/2018 18:48:32]
Em Cima do Laço esbanja categoria e vence a PE Viziane em recorde